Make your own free website on Tripod.com
 

Movimentos nas plantas

 

 

Os vegetais, sendo seres vivos, apresentam respostas biológicas aos diferentes estímulos oriundos do ambiente.

Estes estímulos podem ser a luz, temperatura, gravidade, substâncias químicas, umidade, abalos mecânicos, etc.

Em resposta, o vegetal apresenta movimentos, orientados ou não, a favor ou contra o estímulo.

Estímulos

  • Luz = foto

  • Temperatura = termo

  • Contato = tigmo

  • Água = hidro

  • Gravidade = geo

  • Químico = quimio

  • Ar = aero

  • Abalo = seismo

Movimentos:

  • Orientados

    • Tropismos (com crescimento)  positivo ou negativo

    • Tactismos (sem crescimento) positivo ou negativo

  • Não orientados

    • Nastismos (padronizados ou estereotipados)

 

 

TROPISMO

 

Movimento orientado de curvatura ou crescimento.

 

Fototropismo positivo – curvatura do caule em direção à luz.

Fototropismo negativo – curvatura da raiz em direção oposta à luz.

 

Geotropismo negativo – curvatura do caule em direção oposta à gravidade.

Geotropismo positivo – curvatura da raiz na mesma direção da gravidade.

 

TACTISMO

 

Movimento orientado de deslocamento de uma organela celular ou de um ser unicelular.

 

Fototactismo – deslocamento de euglenas em direção à luz; deslocamento de cloroplastos dentro da célula em direção à luz.

 

NASTISMO

 

Movimento não orientado, independe da posição do estímulo externo.

 

Fotonastismo – abertura de flores em resposta à presença ou ausência de luz.

Tigmonastismo – fechamento das folhas de plantas carnívoras ou da malícia ou sensitiva, em resposta ao toque.

 

 

 

EXEMPLOS

 

 

O caule cresce no sentido da luz que ilumina um dos seus lados, executando fototropismo positivo.

 

O tubo polínico cresce do alto do estigma para o interior do gineceu, até a entrada do óvulo, realizando quimiotropismo positivo, em resposta a estímulos químicos de substâncias produzidas pelo ovário.

 

Os gametas masculinos de algas, briófitas e pteridófitas (os anterozóides) nadam ativamente ao encontro do gameta feminino (a oosfera) que se encontra dentro do arquegônio – quimiotropismo positivo

 

As bactérias aeróbicas que nadam ativamente ao encontro da maior concentração de O2 realizam aerotactismo positivo.

 

Os cloroplastos migram (ciclose) no interior do citoplasma em direção contrária à luz para evitar a destruição da clorofila, em um fototactismo negativo.

 

A Mimosa pudica (sensitiva ou malícia) reage sempre ao toque, qualquer que seja a direção do estímulo, realizando tigmonastismo.

 

As gavinhas (ramos caulinares) da uva e do maracujá crescem apoiadas em um suporte – tigmotropismo positivo.

 

As pétalas das flores do dente-de-leão abrem e fecham com as variações de luz no período dia/noite – fotonastismo.

 

Plantas carnívoras fecham rapidamente suas folhas capturando insetos – seismonastismo.